É por este motivo que torcedores do Cruzeiro voltaram a ficar preocupados com o futuro

Não há desculpas: o Cruzeiro deu um dos maiores vexames da história da Copa do Brasil. O time celeste foi eliminado na primeira fase do torneio mata-mata para o Sousa, da Paraíba, que, neste ano, disputará a Série D do Brasileirão. O duelo aconteceu na noite da última quarta-feira (21) e terminou 2 a 0 para os donos da casa. 

Bem verdade que o campo do estádio Marizão estava prejudicado pela chuva, com pontos em que a bola não rolava. Porém, como mencionado em premissa, não há desculpas. O fato é que o Cruzeiro entrou em campo para empatar, já que tinha essa vantagem pelo regulamento da CBF. 

A Raposa segurou o 0 a 0 até os 43 minutos do segundo tempo, quando o Sousa abriu o placar em uma falha conjunta da defesa celeste. O segundo gol do adversário, diga-se, um golaço, veio nos acréscimos. 

Derrota do Cruzeiro custou milhões aos cofres do clube

A eliminação precoce na Copa do Brasil acendeu um alerta no torcedor. Para além do resultado dentro de campo, a saída do time do torneio mais rentável do país também abala as finanças do clube para 2024. O planejamento era chegar pelo menos às oitavas de final. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com a eliminação, o Cruzeiro deixou de receber R$ 7,455 milhões que seriam repassados ao clube caso a Raposa avançasse até as oitavas de final. Desta forma, a diretoria vai precisar buscar esse valor de alguma outra forma. Com a participação na primeira fase, a Raposa levou para casa R$ 1,47 milhão. 

Agora, o Cruzeiro voltará a campo no domingo (25), às 11h, para encarar o Pouso Alegre, fora de casa, em jogo válido pela sétima e penúltima rodada da fase de grupos do Estadual.

Comentários estão fechados.