Dono do Cruzeiro, Ronaldo elogia acordo do Vasco com a 777 Partners

O Vasco anunciou recentemente o acordo com a 777 Partners, que promete realizar um investimento de R$700 milhões durante 3 anos no clube carioca. A 777 assume 70% da SAF Vasco.

O novo dono do Cruzeiro, Ronaldo Fenômeno, elogiou o acordo entre a empresa e o cruzmaltino.

“Está bombando na internet e nos jornais que o Vasco anunciou a SAF. Um acordo bacana com uma empresa americana. Eu acho que esse caminho é sem volta, um caminho para os clubes, principalmente os que têm dívidas muito grande e não tiveram gestão profissional anteriormente. Parabéns ao Vasco que aderiu a esse movimento.

É um sinal de esperança ao torcedor. Vai ter investimento e promessa de gestão profissional e eficiente. Parabéns. Os torcedores devem estar muito contestes com isso”.

Ronaldo ainda evitou entrar em detalhes, mas ressaltou que a profissionalização da gestão no clube, é o mais importante neste momento.

“Não vamos entrar nos detalhes, cada clube negocia como lhe interessa e convém. Cada clube tem a sua dívida, cada clube tem as suas perspectivas. Então, gestão eficiente, profissional e investimento é a notícia mais importante aí”.

Ronaldo e o Cruzeiro

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

No dia 11 de janeiro Ronaldo concedeu sua primeira entrevista como gestor do clube, e explicou a delicada situação financeira da instituição.

“O Cruzeiro tem que gastar somente aquilo que arrecada. O cenário hoje é bem complicado, com receitas de até os próximos dois anos já antecipadas e já gastas, então encontramos um cenário trágico no clube, mas temos que cuidar. O Cruzeiro é um paciente em estado grave, na UTI”.

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.