Dirigente do Cruzeiro revela atitude da Conmebol que merece aplausos

O Cruzeiro vai disputar a Copa Sul-Americana em 2024, descobriu nesta segunda-feira (18) os seus adversários na fase de grupos e terá uma verdadeira maratona para realizar em abril. Com nove jogos em 30 dias, o Cabuloso revelou atitude da Conmebol para ajudar o clube e mereceu aplausos.

Bruno Pessotti, gerente de projetos do clube, afirma que espera bom senso por parte da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) quanto ao calendário dos jogos. Com competição marcada para começar no começo de abril, o clube espera que a partida entre as finais do Campeonato Mineiro tenha data e horário positivo para evitar desgaste exagerado dos jogadores.

“Há um calendário prévio entre as entidades, por isso, acredito que haja um consenso entre Conmebol e CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para colocar esses jogos com um maior intervalo possível para não prejudicar a qualidade das partidas”, disse Pessotti.

Com grupos já formados, a Conmebol não definiu ainda o calendário de partidas da competição. “Do ponto de vista da logística, teremos algumas dificuldades, ainda mais no jogo entre as finais do Mineiro. Por isso, precisamos nos organizar para não sofrermos nenhum tipo de perda por conta de viagem. Temos muito cuidado com o orçamento do Cruzeiro, mas voo fretado é algo a ser cogitado, pois vejo ganhos de performance”, explicou Pessotti.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No grupo B, o Cruzeiro vai enfrentar o Unión La Calera (CHI), Universidad Católica (EQU) e Alianza Petrolera (COL). Com início previsto para o começo de abril, o Cruzeiro aguarda para saber as datas e está em período de folga após conseguir vaga na final do Campeonato Mineiro.

Comentários estão fechados.