Diretor abre o jogo e fala sobre novos reforços no Cruzeiro

O ex-jogador e sócio majoritário do Cruzeiro Esporte Clube, Ronaldo Fenômeno, não vive dias fáceis em sua nova posição como responsável pelo clube mineiro. Realizando seu terceiro ano na Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro, a Raposa ainda possui uma dívida bilionária e passa por um de seus piores momentos, em 101 anos de história.

Para piorar, de acordo com o diretor de futebol do clube, Pedro Martins, a equipe ainda tenta descobrir como lidar com um baixo orçamento e dívidas a todo instante.

“O clube vem trabalhando muito para quitar todas as dívidas de curto prazo, na realidade, para dar solução a toda a estrutura de dívida que a gente encontrou desde a chegada. Quando a gente chegou, já tinham esses casos de transfer ban e encontramos soluções imediatas. Aí o Ronaldo foi fundamental, inclusive fazendo aportes mesmo antes de ter feito a compra definitiva do Cruzeiro.

Agora nós temos um pouco mais de prazo para procurar soluções e alternativas, mas eu reforço: o Cruzeiro é um clube que vive com sua conta bem ajustadinha. De uma maneira ou de outra terá que ser solucionado”. Revelou Pedro em entrevista ao SuperEsportes.

Cruzeiro e a Crise Financeira

Na terça feira, dia 11 de janeiro, Ronaldo concedeu sua primeira entrevista como gestor do clube, e explicou a delicada situação financeira da instituição.

“O Cruzeiro tem que gastar somente aquilo que arrecada. O cenário hoje é bem complicado, com receitas de até os próximos dois anos já antecipadas e já gastas, então encontramos um cenário trágico no clube, mas temos que cuidar. O Cruzeiro é um paciente em estado grave, na UTI”.

Recentemente o dono da Raposa também comentou sobre a possibilidade de recuperação judicial no Cruzeiro.

“Na minha cabeça, a melhor saída é uma recuperação extrajudicial ou judicial. A gente pediu aos conselheiros do Cruzeiro que fossem aprovadas essas condições para que houvesse uma reconstrução de fato do clube. A recuperação é um instrumento legal para ajudar organizações que estão passando por momentos temporários de dificuldade financeira”

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.