Deu adeus o jogador mais contestado que Gilberto e Wesley no Cruzeiro

O Cruzeiro está vivendo um momento diferente na temporada de 2024, vindo de resultados positivos com Fernando Seabra, acumulando três vitórias seguidas, sendo duas pelo Brasileirão e uma na Copa Sul-Americana e deu adeus a jogador super contestado pelos torcedores, superandos os piores momentos de Gilberto e Wesley, que atualmente jogando no Juventude e Internacional, respectivamente.

Depois de mandar embora Gilberto e Wesley, a Raposa se livrou de Paulo Vitor, atacante que chegou ao Cruzeiro vindo do Valladolid, time de Ronaldo na Espanha. O jovem jogador formado nas categorias de base do Vasco parecia que ia dar certo, mas o desempenho dentro de campo foi aquém do esperado e hoje joga pelo Novorizontino, na Série B, sendo titular com Eduardo Batista no comando.

Com contrato até junho de 2025 pelo Cruzeiro, Paulo Vitor dificilmente vai voltar a vestir a camisa celeste, já que está fora dos planos da equipe mineira. Aos 18 anos de idade, em 2017, Paulo Vitor chamou atenção pelo instinto goleador jogando no Vasco, indo para a Europa e jogando por Marbella, Albacete e Valladolid, até ir ao Cruzeiro. Em entrevista o jogador enalteceu as suas características, apesar de dentro de campo não corresponder.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Eu sempre tive muita força, muita velocidade, mas não sabia muito a hora de tomar a decisão. Ele me ajudou muito nisso. Ele cobra muito a chegada dentro da área, de ficar perto do gol, a intensidade. Quando ele assumiu, eu tinha a mania de bater com o peito do pé. No Marbella, fiz gol no Valladolid assim, o gol que me fez estar aqui. Ele falou: “Moleque, lembra o gol que fiz na Copa América? A partir de hoje você só vai bater tirando na bola””, afirmou Paulo Vitor.

Comentários estão fechados.