Daniel Alves sofre novo castigo após ser condenado e perde raro privilégio

Como todos bem sabem, Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão por estupro na Espanha. O jogador ainda terá que pagar 150 mil euros para a vítima, isto é, algo em torno de R$ 800 mil. O caso foi julgado no início deste mês e ainda cabe recurso. 

O fato é que, após sair a sentença, Daniel Alves perdeu o status de lenda do Barcelona. O clube retirou o lateral-direito da lista de personagens históricos da equipe, formada por 102 jogadores que defenderam a camisa do Barça desde 1899, ano da fundação. Vale dizer que Jordi Alba, Sergio Busquets e Piqué foram os últimos a entrar para o seleto grupo.

Daniel Alves já cumpriu um ano da pena

O Barcelona esperou a decisão da Justiça para retirar Daniel Alves dessa lista. O lateral estava preso de forma preventiva desde 20 de janeiro do ano passado.

Por outro lado, no site oficial do Barcelona, o brasileiro continua presente na lista de “jogadores históricos” e é considerado o “melhor lateral-direito da história do Barça”. Foram 431 partidas, 24 gols e 26 títulos conquistados.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Como mencionado, Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão na Espanha. Além disso, também foi imposto ao ex-jogador um período de cinco anos em liberdade vigiada, a ser cumprido após a pena na prisão. 

Em comunicado, a Justiça da Espanha afirmou que “ficou comprovado que a mulher não consentiu e que existem elementos de prova para entender comprovada a violação”. Daniel Alves já cumpriu um ano de prisão, que será reduzido da pena aplicada. 

Comentários estão fechados.