Cruzeiro se destaca em novo negócio com valorização de 70% nos últimos quatro dias

Não é segredo para ninguém que o Cruzeiro atravessou a maior crise financeira e institucional da história do clube após o rebaixamento à Série B do Brasileirão. Nunca é demais lembrar que, nos dois primeiros anos na divisão de acesso, a equipe mineira lutou, na verdade, para não cair. 

Tanto assim que, durante o triste período, as antigas gestões tentaram inovar na forma de arrecadar mais receitas ao clube. Em meados de 2021, por exemplo, o Cruzeiro apostou alto e colocou à venda ativos recebíveis do mecanismo de solidariedade, por meio de tokens de atletas. 

Como funciona o Cruzeiro Token?

Em resumo, o Cruzeiro Token é basicamente uma moeda digital que permite que torcedores participem da vida monetário do clube, obtendo retornos financeiros por meio de transferências dos jogadores. 

O fato é que o token oficial do Cruzeiro Esporte Clube teve uma valorização de 71%, indo de R$ 7,63 para R$ 13 nos últimos quatro dias. A valorização acontece após o Bitybank, banco digital especializado em criptoativos, anunciar a distribuição de R$700 mil referentes à moeda. 

Para participar da distribuição e, com isso, receber parte do valor, os investidores precisam acumular o token do Cruzeiro até o dia 6 de junho de 2024. A distribuição aconteceu na sexta-feira (7). Nessa fase, para cada token que o investidor possuir, ele receberá R$ 0,89.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Desportivamente falando, vale lembrar que o Cruzeiro chegou a um acordo verbal com o atacante Kaio Jorge, que deixará a Juventus, da Itália, para assinar por cinco anos com a Raposa. Ele será a segunda contratação do clube na janela, que já havia anunciado o goleiro Cássio.

Comentários estão fechados.