Cruzeiro quer utilizar o Mineirão na Série B 2022

De acordo com o UOL Esporte, o Cruzeiro já definiu sua casa para a Série B 2022. A Raposa possui o desejo de mandar seus jogos no Mineirão, estádio já conhecido por ser a casa do clube mineiro nos últimos anos.

Recentemente, o atual gestor do Cruzeiro, Ronaldo Fenômeno, criticou os custos para que a equipe possa atuar no Mineirão. Mas o clube já voltou a jogar no famoso estádio da capital mineira.

“A experiência com o Mineirão foi muito ruim. A gente colocou 13 mil pessoas no Mineirão e tivemos um prejuízo de, sei lá, R$150 mil. Pô, 13 mil pessoas e ainda ter prejuízo? Muito ruim isso” disse Ronaldo

A administração do estádio, realizou nesta terça-feira (15), a publicação de uma nota oficial, respondendo o ex-jogador. Confira abaixo parte da nota:

Com relação às recentes declarações de Ronaldo Nazário, sócio-majoritário do Cruzeiro , o Mineirão esclarece que os custos de uma partida são calculados de acordo com a previsão de público definida pelo clube, o que reflete na abertura de mais ou menos setores e na contratação de mais ou menos profissionais.

A experiência adquirida em quase dez anos de operação dá ao Mineirão a capacidade de ajustar sua operação de acordo com a necessidade dos clubes. O Mineirão reitera seu compromisso com o futebol mineiro e está sempre aberto ao diálogo a fim de propiciar o melhor resultado para os clubes e a melhor experiência para os torcedores.”

Ronaldo e o Cruzeiro

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

Após 86 dias da assinatura oficial do contrato de compra, Ronaldo exige novos ajustes e discute assuntos fundamentais para se tornar dono em definitivo do clube. Uma das principais exigências, seria a compra das Tocas da Raposa I e II, porém, qualquer negociação envolvendo imóveis sobre domínio do clube, deve ser votada pelo conselho deliberativo.

O Presidente do Cruzeiro comentou sobre a possibilidade de desistência da compra por parte de Ronaldo Fenômeno.

“Eu acredito que não vai desistir do acordo. Não posso falar por ele. (…) A torcida pode ficar absolutamente tranquila. Aquele foi um prazo que a gente se estipulou, que a gente entende que seria normal pra uma diligencia, uma operação desse tamanho, mas é claro que se estender mais um pouquinho, não existe isso de acabou o negócio.”

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.