Cruzeiro encaminha saída de jovem artilheiro

De olho na janela de transferências que será aberta na próxima semana, no dia 18 de julho, o Cruzeiro busca atenuar a sua folha salarial com a saída de jogadores que não fazem mais parte dos planos celestes. Um deles é o atacante Zé Eduardo, que desde o fim do ano passado está emprestado ao América-RN. A Raposa vinha ajudando no pagamento de salários. 

Após encaminhar uma rescisão amigável com o clube mineiro, o atleta deverá deixar de ter vínculo com o Cruzeiro. Com isso, livre no mercado, Zé Eduardo está de malas prontas para embarcar rumo à Europa, onde atuará pelo Leixões, equipe que disputa a Segunda Divisão de Portugal. Ele assinará por três anos. 

O Cruzeiro pode lucrar com a venda?

No documento encaminhado, o Cruzeiro não terá percentual de direitos econômicos do atleta, haja vista que se trata de uma rescisão em comum acordo. Sendo assim, Zé Eduardo poderá negociar diretamente com o clube português. Na temporada passada, o atacante disputou 26 jogos e balançou as redes em cinco oportunidades. 

A última partida de Zé Eduardo pelo Cruzeiro foi contra o Oeste, na Série B do Brasileiro de 2020. À época, a Raposa era comandada por Ney Franco. Depois disso, o jogador foi emprestado ao Villa Nova-MG e ao América-RN. Teve certo destaque em ambos os clubes.

O atacante começou a perder espaço na Raposa após ter sido diagnosticado com uma alteração cardíaca. O problema o afastou de campo, no início do ano passado, por cerca de seis meses. Após voltar às atividades com bola, Zé Eduardo foi emprestado pelo Cruzeiro. 

Apesar da grande expectativa, o atleta, que surgiu na base celeste, não teve muitas oportunidades no profissional da Raposa. Com o fim do vínculo, o Cruzeiro só poderá ter um retorno financeiro com Zé Eduardo através do mecanismo de solidariedade da Fifa. 

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.