Cruzeiro contratou jogador do Botafogo e ele se recusou a beijar o escudo

O Cruzeiro contratou no começo do século XXI jogador vindo do Botafogo que criticou polêmica com os torcedores cruzeirenses ao se recusar a beijar o escudo do Cabuloso. Hoje aos 51 anos, a Raposa contratou o meia Sérgio Manoel vindo do clube carioca em 2000, que disputou apenas 35 partidas em BH e deu adeus sem deixar saudades.

Em 2000, deixou o Rio de Janeiro e foi para Minas Gerais, para defender o Cruzeiro. Com a equipe celeste conquistou a Copa Sul-Minas de 2001, deixando o clube em 2002, após assinar com o Coritiba. Na época, o ex-jogador afirmou ser torcedor do Botafogo e por respeito não iria beijar o escudo celeste.

“Me pediram para beijar o escudo do Cruzeiro. Principalmente por respeito ao Cruzeiro, pela entidade, não vou fazer isso. Vim aqui para defender o Cruzeiro sempre, vou fazer isso com força máxima, mas o time que eu torço não é o Cruzeiro”, disse Sérgio Manoel em entrevista.

CEO do Cruzeiro revela plano

O CEO da SAF do Cruzeiro, Gabriel Lima, deu detalhes de quais serão os planos do clube para 2024. Em entrevista ao portal ge, o executivo falou da importância do campeonato mineiro e quais as metas do clube após uma temporada abaixo do esperado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Temos expectativa de fazer um ano melhor que a gente fez ano passado. Ano passado foi um ano complexo e que a gente falou claramente que o objetivo era ficar em postos para a Sul-Americana. Esse ano a gente quer passar menos aperto. É um degrau a mais na reconstrução do clube e na nossa filosofia.”, disse Gabriel Lima.

Comentários estão fechados.