Cruzeiro busca soluções para contar com Paulo Pezzolano na final do Campeonato Mineiro 2022

No domingo, dia 6 de março, o Mineirão recebeu mais um clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Mandante deste ano, o Galo saiu vencedor por um placar de 2×1, após virada com pênalti polêmico a seu favor, e um gol nos acréscimos de Ademir, reforço do time para a temporada.

O treinador do Cruzeiro, Paulo Pezzolano, foi julgado e condenado por confusão com o árbitro Igor Junio Benevenuto, responsável pelo comando do confronto. Contestado pelo pênalti marcado, o árbitro, revelou xingamentos do técnico uruguaio. O comandante do Cruzeiro inclusive não pode estar na beira do campo, pois já estava suspenso para a partida.

“Árbitro ladrão, vocês são todos ladrões, olha o que vocês fizeram, quero falar com o árbitro, esse ladrão!”, disse Paulo.

O julgamento foi realizado na segunda-feira, dia 28 de março. Como punição, o treinador deve ficar de fora dos próximos 4 jogos da Raposa no Campeonato Mineiro, o que deixaria novamente o elenco sem seu principal treinador no maior clássico de Minas.

O Cruzeiro no entanto, entrou nesta quarta-feira, dia 30 de março, com um pedido para efeito supensivo no TJD, o Tribunal de Justiça Desportiva, justamente para contar com o uruguaio na beira do campo. De acordo com o próprio Pezzolano, o árbitro inventou tal história, visto que ambos não se encontraram em campo.

“Não entrei em campo, nunca entrei em campo.. Estava nas escadas. Eu acho que ele não me viu. Tá bem? Pode ter sido falado por outra pessoa. Ele não me viu. Havia seis policiais à frente, fiquei na escada, ele não me viu. Com certeza, falo 100%. (…)

Ele pode falar o que quiser, mas ele não me viu. Com certeza não me viu. Não ouviu nunca o que falei pra ele. Muita gente, muito barulho. Se escutou alguma pessoa que estava perto, pode ser. Mas ele não me escutou, com certeza”, relatou Paulo Pezzolano em entrevista exclusiva ao SuperEsportes.

Próxima Partida do Cruzeiro

O Cruzeiro tem pela frente mais um clássico contra o Atlético-MG, desta vez pela final do Campeonato Mineiro 2022. Ainda neste mês, os dois rivais se enfrentaram pela primeira fase do torneio, com o Alvinegro levando a melhor.

No domingo, dia 6 de março, no Mineirão, mandante deste ano, o Galo saiu vencedor por um placar de 2×1, após virada com pênalti polêmico a seu favor, e um gol nos acréscimos de Ademir, reforço do time para a temporada.

A final será realizada em jogo único, e em caso de empate, a decisão vai ser nos pênaltis. A partida acontece neste sábado, novamente no Mineirão, às 16h30.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.