Conmebol atualiza ranking de campeões e Cruzeiro fica sem títulos da Libertadores

A torcida do Cruzeiro amanheceu nesta segunda-feira (12) de carnaval com notícia que ninguém estava esperando. Após chegada de informações da Conmebol, o Cabuloso está ciente que não tem títulos da Libertadores e vai precisar correr contra o tempo para não deixar os adversários pegarem distância.

Bicampeão da Libertadores em 1976 e 1997 pelo time masculino, o Cruzeiro ainda não tem títulos na competição pela categoria feminina. Dominante no Brasil, o Corinthians é o grande campeão do torneio, com quatro títulos.

O Corinthians venceu o torneio em 2017, 2019, 2021 e agora por último em 2023. Com categoria em crescimento, o Cruzeiro fez contratações pontuais de peso para o elenco feminino em 2024, onde espera que o rendimento da equipe cresça para bater de frente pelos título. Em apostas ousadas, o Cabuloso contratou jogadores da Seleção Brasileira.

Maiores vencedores da Libertadores feminina: 

Corinthians (BR) — 4 títulos (2017, 2019, 2021 e 2023)

São José-SP (BR) — 3 títulos (2011, 2013 e 2014)

Santos (BR) — 2 título (2009 e 2010)

Ferroviária (BR) — 2 títulos (2015 e 2020)

Colo-Colo (CL) — 1 título (2012)

Palmeiras (BR) — 1 título (2022)

CS Limpeño (PA) — 1 título (2016)

Audax (BR) — 1 título (2017)

Atlético Huila (CO) — 1 título (2018)

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Após a chegada da SAF, em dezembro de 2021, que tem Ronaldo Fenômeno no comando com 70% das ações, o Cruzeiro vem ampliando os investimentos no time feminino, contratando jogadoras de nome. Em 2023, o Cabuloso venceu o Atlético-MG na final do Campeonato Mineiro, deixando claro que vem forte para brigar por títulos.

Comentários estão fechados.