Clima quente! Fernando Seabra precisou dar explicações após atitude que tomou à frente do Cruzeiro

Fernando Seabra fez um dos seus piores jogos à frente do Cruzeiro. Na noite da última quarta-feira (3), a equipe celeste foi derrotada pelo Criciúma, por 1 x 0, em Santa Catarina, pela 14ª rodada da Série A do Brasileirão. A partida ficou marcada por uma atuação inconsistente da Raposa

De antemão, vale dizer que o Cruzeiro segue como um dos piores visitantes da Série A. O time venceu apenas um jogo longe de seus domínios territoriais e, na última rodada, sofreu contra um adversário que também não foi brilhante. 

Fernando Seabra precisou se explicar no Cruzeiro

O fato é que, após a partida, Fernando Seabra precisou dar explicações sobre suas escolhas na hora de escalar o time do Cruzeiro, em especial pela entrada de Helibelton Palacios na vaga de William, que não pôde jogar por conta de uma suspensão. 

De acordo com Fernando Seabra, apesar de Palacios ser fortemente criticado pela torcida, as métricas do lateral no dia a dia do Cruzeiro são boas. Além disso, o treinador afirmou que precisava de um lateral de maior estatura para suportar as bolas áreas do Criciúma. 

“O Criciúma tem a segunda melhor bola parada ofensiva e defensiva da competição. Por causa desse jogo aéreo, era importante que a gente tivesse um jogador com estatura na defesa. Jogo aéreo tanto em bolas diretas quanto em situações de bola parada”, explicou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A verdade é que Palacios foi apenas mais um do Cruzeiro que não conseguiu render em campo. Agora, a Raposa vira a página e já pensa no próximo compromisso do Brasileirão. A saber, o time estrelado volta a campo no domingo, 7 de julho, às 16h, no Mineirão, para encarar o Corinthians

Para o duelo, o treinador contará com a volta do lateral-direito William. No entanto, o zagueiro titular João Marcelo será desfalque por suspensão. O argentino Lucas Villalba assumirá a posição na partida.

Comentários estão fechados.