CEO não poupa palavras e acaba com a CBF após Cruzeiro ser prejudicado

O jogo entre Cruzeiro e Ituano, nesta terça feira (5), terminou empatado por 1×1, porém a arbitragem foi fator determinante para o resultado. O CEO do Cruzeiro, Gabriel Lima, não mediu palavras para criticar a arbitragem, que anulou (com ajuda do VAR), um gol legítimo do Cruzeiro, ainda no 1° tempo de jogo.

Gabriel Lima diz não acreditar somente em erro técnico. “É inadmissível o que aconteceu, não dá para admitir um erro desse nível num jogo do Cruzeiro. A verdade é que a gente está cansado. Já deu. Estamos cansados”, disse revoltado.

Gabriel ainda disse que o clube vai recorrer a CBF. “A gente vai conversar na CBF para entender. A gente vai querer escutar o áudio da sala do VAR para entender o que foi discutido e o que foi conversado naquele momento. Saber qual é o planejamento para frente. Qual é a solução institucional que vai ser dada para erros como esse não aconteceram mais”, completou o CEO.

Além de criticar o VAR, o CEO criticou também a arbitragem. “Não foi só o VAR. Foram repetidos erros. Cartão amarelo para o Geovane quando não foi nem falta, cartão para o Brock num erro grotesco também. A arbitragem, de uma forma geral, hoje, foi absolutamente lamentável”, finalizou.

Ronaldo, dono do clube, em sua conta oficial do Twitter, também mostrou indignação. “Com esse lance de difícil interpretação, empatamos fora! Nada nos tira do foco. Vamos por mais, Cruzeiro”, falou de forma irônica.

Próximo compromisso

Com o empate, a Raposa permanece na liderança com 38 pontos, 7 pontos a frente do segundo colocado, Vasco, e a 15 pontos do quinto colocado, Criciúma. O próximo jogo do Cruzeiro será nesse sábado (9), contra o Guarani, no Brinco de Ouro.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.