Bomba: Peça essencial do Atlético-MG leva suspensão de 45 dias do STJD

Cruzeiro e Atlético-MG vão se enfrentar neste sábado (3), às 19h30, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Mineiro. A partida será disputada na Arena MRV e ficará marcada por ser o primeiro clássico após o acordo para torcida única. Em outras palavras, a Nação Azul não estará presente. 

Por outro lado, o Atlético recebeu uma péssima notícia vinda do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta quinta-feira (1º). Isso porque o diretor do Galo, Rodrigo Caetano, foi novamente punido e ficará afastado do cargo por 45 dias. O gancho é válido somente para torneios organizados pela CBF. Ou seja, ele certamente estará presente no clássico deste final de semana. 

Diretor do Atlético-MG, Rodrigo Caetano é desafeto da família Sampaio

Rodrigo Caetano foi punido com base no artigo 258, após o árbitro Sávio Pereira Sampaio relatar ofensas no jogo contra o São Paulo, em 2 de dezembro, pela penúltima rodada do Brasileirão

Na súmula daquele jogo, Sávio afirmou que Caetano se dirigiu a ele na saída dos times para o intervalo, em um dos corredores do Mineiro, com as seguintes palavras: “Eu quero saber o que a família tem contra o Galo. Quando não é seu irmão, é você prejudicando a gente.”

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O diretor se referia a Wilton Pereira Sampaio, irmão de Sávio. No ano passado, Rodrigo Caetano foi suspenso por 60 dias em decorrência de ofensas direcionadas a Wilton. Inicialmente, o gestor havia sido punido com 30 dias. Porém, recorreu da decisão e o STJD aumentou para 60. 

Rodrigo Caetano só foi liberado para dar entrevistas e estar presente nos vestiários do Atlético na reta final do Campeonato Brasileiro, quando se envolveu na nova polêmica. 

Comentários estão fechados.