Bolada de tirar o fôlego para receber: Goleiro Bruno venceu na Justiça

O goleiro Bruno, que teve passagens por Corinthians, Atlético-MG e Flamengo, e está afastado do futebol desde 2010, condenado pela morte da modelo Eliza Samúdio, está em liberdade condicional desde o começo de 2023, mas não tem a vida de luxo dos tempos de bola e acabou de vencer na justiça para dar um fôlego nas contas.

Condenado em 2013, o goleiro entrou na justiça com pedido de indenização após a publicação de um livro que narra a história do crime cometido em 2010. O judiciário carioca entendeu que Bruno tem razão na demanda, já que o rosto do jogador teria usado na foto de capa sem autorização. Pelo caso, Bruno recebeu R$ 30 mil, mas longe dos valores pedidos no início.

Ao todo, Bruno queria receber R$ 1 milhão no caso e mais um percentual dos livros vendidos com o seu rosto. O juiz do caso entendeu que o pedido era válido, mas não aceitou a parte por unidade vendida do livro.

Longe do noticiário, Bruno teve seu nome falado nas últimas semanas após o filho de Eliza Samúdio, Bruninho, conceder entrevista. O jovem está atualmente com 14 anos e vem atuando nas categorias de base do Athlético-PR. “Tenho nada, tenho pena só. É só isso que tenho para falar. Ele tinha uma carreira muito incrível pela frente e destruiu tudo”, disse o garoto. “Era um bom atleta, só que não era uma boa pessoa””, afirmou o filho, comentando da relação com o pai.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Comentários estão fechados.