Barreal ainda não foi apresentado e torcida do Cruzeiro fica com medo

Álvaro Barreal será o próximo reforço a ser anunciado pelo Cruzeiro. O atacante argentino é uma das maiores promessas de seu país e estava no Cincinnati, dos Estados Unidos, que o emprestou à Raposa até dezembro deste ano. 

Acontece que Barreal ainda não foi anunciado oficialmente pelo Cruzeiro, embora esteja em Belo Horizonte desde o último sábado (2) para fazer exames e assinar contrato. Com isso, a torcida começou a levantar suspeitas de que a negociação foi por água abaixo. Não foi. 

Por que Barreal não foi apresentado pelo Cruzeiro?

Acontece que o Cruzeiro aguarda a regularização da documentação trabalhista do atleta para anunciá-lo. Ou seja, Barreal será jogador da Raposa. Aliás, o atacante esteve na Toca durante a reapresentação do grupo, na última terça-feira (27). 

Após assinar contrato, o Cruzeiro terá que inscrevê-lo no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Apenas após o ato, o jogador terá condições legais de entrar em campo para defender as cores da camisa celeste na temporada. 

Ainda em tempo, vale dizer que Álvaro Barreal será o nono reforço do Cruzeiro para 2024. A diretoria ainda está ativa no mercado e busca mais um atacante de beirada, mas que atue pelo lado direito de campo. A janela fica aberta até o próximo dia 7 de março. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O Cruzeiro voltará a campo neste sábado (2), às 16h30, para encarar o Uberlândia, em jogo da última rodada da fase de grupos do Estadual. A partida será disputada no Mineirão e uma vitória garante ao clube estrelado a melhor campanha desta primeira etapa do torneio, o que dará ao time de Larcamón algumas regalias para os duelos eliminatórios. 

A reportagem de No Ataque apurou que o empréstimo da promessa argentina será oneroso, avaliado em 300 mil dólares (R$ 1,4 milhão). Já o valor da aquisição definitiva dos direitos econômicos que pertencem ao Cincinnati gira em torno de 4 milhões de dólares (R$ 19,9 milhões).

Comentários estão fechados.