Atlético-MG fechou o cofre e só contratou um jogador na temporada

O Atlético-MG está esbanjando um time qualificado nos últimos anos, mas fechou o para 2024 e só contratou até o momento um jogador. Sem querer investir tanto quanto nas últimas temporadas, o Galo divulgou apenas chegada do meia Gustavo Scarpa, que estava no Olympiakos, da Grécia.

Para trazer o meia, o Atlético-MG pagou R$ 24 milhões ao Nottingham Forest, que era dono dos direitos econômicos de Scarpa. Apesar de ter o bilionário Rubens Menin como dono, o Galo não vem usando muito dinheiro do empresário para qualificar o elenco do técnico Felipão.

Em entrevista ao jornalista Breno Galante, Menin explicou as razões das poucas contratações para o clube até o momento. “A gente vendeu pouco. Se a gente tivesse vendido mais. A gente achou que não deveria vender o que tinha porque esse time está bem montado. Teve um segundo turno do Campeonato Brasileiro muito bom, nos deu muito orgulho. A gente achou por bem não mexer nessa estrutura”, disse.

Ainda na declaração, o empresário afirmou que não quer contratar apenas para fazer número, onde buscam ter um time forte, mas coerente as necessidades.

“A gente quer trazer mais alguma coisa. Não é fácil. Trazer por trazer, não adianta. O Flamengo traz 20, 30, 40, joga dinheiro, pode fazer isso. Os outros não. Os outros fazem de forma eficiente. O Atlético não pode trazer qualquer um. O Atlético, o Palmeiras não podem trazer qualquer jogador. Tem que trazer um jogador que faça diferença na posição que a gente precisa. E o Caetano já deu essa informação. Está de olho em dois, três reforços. Mas reforços que vão fazer diferença”, acrescentou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Comentários estão fechados.