Atlético-MG ativo o modo risco total e contrata técnico estreante no futebol profissional

O Atlético-MG está passando por crise na temporada de 2024, não sabe o que fazer para soluciona-la e ativou o modo risco total nos últimos dias. Com rebaixamento concretizado no Brasileirão feminino, o Galo contratou técnico estreante no futebol profissional para organizar a casa e tentar construir um trabalho positivo para a sequência das competições.

O Atlético acertou a contratação do técnico Adriano Gutierrez para o time feminino. A equipe já está rebaixada para a Série A2 e deve anunciar a contratação do treinador até esta sexta-feira (5). Adriano terá a primeira experiência profissional no futebol feminino, já que antes do convite ocupava o cargo de auxiliar técnico da equipe masculina do Porto Vitória.

A equipe feminina do Galo está fazendo péssima temporada, só conquistou um ponto em 13 rodadas disputadas e vem passando vexame. Adriano Gutierrez será o terceiro técnico do time feminino do Atlético em 2024. Antony Menezes começou na função, mas foi demitido na terceira rodada, com Bruno Proton assumindo a função, tendo seis derrotas e um empate. A gestão do feminino vem sendo amplamente criticada pela imprensa.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Mariana Spinelli, jornalista da ESPN, criticou a gestão do futebol feminino do Atlético nesta quarta-feira (19). Especialista na categoria feminina, a comunicadora não perdoou a gestão do Galo, já que a equipe foi rebaixada com rodadas de antecedência. “Cresci ouvindo que se o Galo tiver disputando “bolinha de gude”, o atleticano torce e tá lá pelo amor à camisa. O Atlético feminino foi rebaixado por descaso de um grupo que se diz atleticano. Esse Atlético não importa?”, disse Spinelli.

Comentários estão fechados.