Atletas do Cruzeiro repudiam anúncio de novo técnico

O Cruzeiro viu nesta quarta-feira (10), os seus atletas repudiarem o anúncio de novo técnico contestado por atitudes fora de campo. Kleiton Lima, acusado de assédio, foi contratado pelo Santos para comandar o time feminino e teve divulgação contestada por jogadoras, que se manifestaram pelas redes sociais e repudiaram a atitude da diretoria do Santos.

Sem ficar em silêncio para questões criminais, as goleiras Camila e Jully, do Cruzeiro, desmentiram Thaís Picarte, coordenadora do Santos, sobre apuração do caso onde Kleiton Lima está sendo acusado. “É tapa atrás de tapa”, ironizou Camila, que esteve na Copa do Mundo de 2023, com a Seleção Brasileira.

Jully, que também falou, foi mais forte na declaração e revelou que o Santos não se movimentou para apurar o caso. “Que apuração frágil. Como ex-atleta do clube, acho importante me posicionar e me pronunciar: não fui procurada por ninguém, nem quando estava no clube, nem após a minha saída. Que isso fique extremamente claro”, pontuou. As duas jogavam no Santos quando o caso aconteceu.

Em nota, por meio da coordenadora, o Santos explicou como vem tratando a situação. “A responsabilidade do Santos é sempre com a verdade. Temos responsabilidade com o clube, atletas e o futebol feminino no país. O clube apurou as informações, abriu-se um processo. Eu como gestora e mulher apurei a fundo com pessoas e atletas que saíram do clube. Nada foi provado, foram argumentos frágeis que trouxeram uma mancha ao Santos Futebol Clube. Tivemos apuração e pedidos de atletas que estão pelo retorno dele e de atletas que saíram sobre a inverdade desses fatos. O que posso esclarecer é que o clube tem responsabilidade com a verdade e por isso o Kleiton está de volta”, afirmou Thaís.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Comentários estão fechados.