Atleta que levava cocaína do Brasil acaba condenado a 6 anos de prisão

Caso de polícia! O atacante Quincy Promes, do Spartak Moscou, foi condenado a seis anos de prisão por tráfico de cocaína. O atleta de 32 anos estava envolvido na chegada de mais de 1,35 toneladas da droga em carregamentos vindos do Brasil com destino ao porto de Antuérpia, na Bélgica. A decisão foi proferida pelo Tribunal de Amsterdã durante esta semana. 

Parte do carregamento foi interceptada pela alfândega local. Em seguida, após mensagens rastreadas e criptografadas, concluiu-se que Quincy Promes estava intimamente envolvido no caso.

Vale lembrar que Quincy Promes havia sido acusado de importar cocaína em janeiro de 2020. Ex-jogador do Ajax e da Seleção da Holanda, ele já era suspeito de envolvimento com tráfico de drogas e, como se não fosse o bastante, de participar de uma organização criminosa. 

Promes também foi acusado de tentativa de homicídio

Em um outro caso envolvendo Quincy Promes, o Ministério Público da Holanda o acusou, em março de 2022, por tentativa de homicídio e pediu a prisão do jogador, por ter esfaqueado um primo durante uma briga em 2020. No entanto, a promotoria concluiu que não havia provas robustas para decretar que o seu objetivo era de fato matar a vítima. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Promes defendeu as cores da camisa do Ajax em 2019. Ele deixou o clube holandês em 2021, quando acertou sua ida ao Spartak Moscou, da Rússia. Naquele mesmo ano, chegou a ser convocado pela Seleção da Holanda para disputar a Eurocopa, o que não mais aconteceu desde então. 

Comentários estão fechados.