Atleta não perguntou para ninguém e vendeu medalha de ouro das Olimpíadas por valor surreal

A Seleção Brasileira de Futebol passou por muitas dificuldades, batidas na trave e erros para conquistar a medalha de ouro nas olímpiadas de 2016, realizadas no Rio de Janeiro, mas agora está vendo atleta vencedor se desfazer da premiação máxima e vender o objeto sem perguntas a ninguém. Com valor surreal, jogador venceu a medalha, mas não teve nome revelado.

Pela internet, a medalha de ouro da categoria futebol está sendo negociada por R$ 170 mil, que conta com unidades, entregue a cada um dos jogadores campeões. A identidade do vendedor é mantida em sigilo, mas trata-se de um jogador, já que membros da comissão técnica não receberam medalhas do Comitê Olímpico Internacional.

Em anuncio de venda, o jogador vendedor explicou que parte do valor arrecadado será destinado para iniciativas e/ou instituições sociais. Pelas redes sociais, torcedores começaram a questionar quem é o jogador vendedor, apontando quais poderiam estar com situação financeira apertada.

Os 18 jogadores que participaram da até então inédita conquista do futebol masculino do Brasil em 2016 foram: Weverton, Uilson, Zeca, William, Douglas Santos, Rodrigo Caio, Marquinhos, Luan Garcia, Walace, Rodrigo Dourado, Thiago Maia, Renato Augusto, Rafinha Alcântara, Felipe Anderson, Luan, Gabigol, Gabriel Jesus e Neymar.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Depois de vencer a medalhas de ouro nas olímpiadas de 2016, o Brasil voltou a ser campeão em 2020, na edição do Japão, mas deu vexame no torneio pré-olímpico e não vai disputar o torneio em 2024, que acontece em Paris em julho. Na época, o Brasil derrotou a Alemanha nos pênaltis e ficou com o título.

Comentários estão fechados.