Atitude revoltante de Felipe Melo teve pena branda e chocou torcedores do Brasil inteiro

O zagueiro Felipe Melo, do Fluminense, tomou atitude revoltante nas últimas semanas, mas acabou tendo pena branda que chorou os torcedores do Brasil inteiro. Após derrota do clube carioca para o Atlético-GO no Maracanã, o defensor empurrou o assessor de imprensa na beira do campo. O caso foi parar no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), mas decepcionou.

A situação aconteceu no dia 15 de junho. O jogador de 41 anos foi punido com uma partida de suspensão, enquanto que o profissional foi suspenso de suas atividades por 15 dias. A decisão gerou revolta nos torcedores de diversos clubes, que não concordaram com a sentença, já que o assessor estava trabalhando quando foi agredido pelas costas.

Aos 49 minutos do segundo tempo, o Dragão marcou o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, no Maracanã, com o atacante Mateo Zuleta. Em seguida, Álvaro de Castro passou em frente ao banco do Tricolor das Laranjeiras e foi empurrado por Felipe Melo, que já tinha sido substituído e foi expulso pela atitude.

Por ter pegado apenas uma partida de suspensão, Felipe Melo está disponível para continuar jogando pelo Brasileirão. O assessor de imprensa do Atlético-GO ainda afirmou que Felipe Melo era um ser “desprezível” e registrou boletim de ocorrência contra o jogador tricolor. O Atlético-GO, por sua vez, emitiu nota e classificou Felipe Melo como “covarde, desumano e antidesportista”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Felipe Melo teve passagem pelo Cruzeiro em 2003, fazendo parte do elenco campeão do Brasileirão, Copa do Brasil e Campeonato Mineiro.

Comentários estão fechados.