5 problemas para Dorival Júnior resolver antes do Brasil enfrentar o Uruguai

Dorival Júnior ainda não teve uma grande exibição à frente da Seleção Brasileira. Aliás, nesta atual Copa América, o Brasil avançou de fase aos trancos e barrancos. Tanto assim que ficou em segundo lugar na chave de grupos e, com isso, enfrentará o Uruguai nas quartas de final. 

A partida acontecerá neste sábado (6), às 22h, e a classificação será decidida em jogo único. Bom, para ficar com a vaga, Dorival Júnior precisa resolver pelo menos cinco grandes problemas no Brasil. 

5 problemas para Dorival resolver no Brasil

A começar pelo meio de campo, que não funciona. O trio formado por João Gomes, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá, todos da Premier League, não tem sido efetivo nem na defesa e nem no ataque. Para se ter uma ideia, no último jogo, os três foram substituídos por Ederson, Douglas Luiz e Andreas Pereira.

O segundo ponto a ser aprimorado é a saída de bola. Diante da Colômbia, a Seleção Brasileira não teve o controle do jogo e, como diz o jargão do futebol, ficou “encaixotada”. 

Os problemas não param por aí. A comissão técnica também está ciente que o ataque precisa ser bem mais efetivo. Contudo, sem pressa ou afobação para resolver a partida no famigerado “agora eu si consagro”, eternizado pelo narrador Milton Leite. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por fim, a falta de concentração e a irregularidade durante as partidas têm sido preocupações constantes para o Brasil. Dorival considera essa oscilação um fenômeno natural para uma equipe que está em construção e que teve pouco tempo de trabalho.

Outro ponto crítico são as laterais. O Brasil ainda não definiu quem será o titular na lateral-esquerda, e na direita, Danilo tem mostrado dificuldades ao jogar improvisado. 

Comentários estão fechados.