4 motivos que fizeram o Cruzeiro remover Keno da lista de reforços

A janela de transferência será aberta apenas no próximo dia 10 de julho. No entanto, o Cruzeiro está com os olhos bem abertos para as possibilidades que porventura possam surgir. De antemão, não custa dizer que, até o momento, a diretoria celeste anunciou a chegada de quatro reforços. A saber: o goleiro Cássio, o zagueiro Jonathan Jesus, e os atacantes Kaio Jorge e Lautaro Díaz. 

Acontece que a diretoria mineira não pretende parar por aqui e, em favor da verdade, tem alguns nomes nos bastidores. Um deles era o atacante Keno, do Fluminense. Porém, há quatro razões que fizeram tudo ir por água abaixo e o Cruzeiro desistir, por ora, desta contratação

Cruzeiro desiste de Keno

A começar pelo fato do atacante ter manifestado o seu desejo de seguir no Fluminense. O atacante disse que espera cumprir seu contrato com o Tricolor. Como se não bastasse, o atleta tem enfrentado algumas lesões. Aliás, ele ficou de fora da partida contra o Cruzeiro justamente por esta razão.

Além disso, vale destacar que Keno, assim como o time em um modo geral, não vive uma boa fase. Para se ter uma ideia, o atacante tem oscilado entre a titularidade e o banco. Aliás, esta fase irregular também foi um fator decisivo para que o Cruzeiro repensasse a negociação. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por fim, mas não menos importante, o Cruzeiro definiu outra prioridade para o setor ofensivo. Trata-se de Michael, do Al-Hilal, que pode ser liberado pelo clube árabe nesta janela para abrir espaço para inscrever novos estrangeiros no time. Não custa lembrar que Neymar precisará ser inscrito. 

Michael vem de uma grande temporada no Al-Hilal e está valorizado. Ou seja, uma negociação só seria plausível mediante alguma recompensa financeira ao clube árabe. 

Comentários estão fechados.