Presidente da CBF quebra o silêncio e manda a real sobre Carlo Ancelotti

Não é novidade para ninguém que Carlo Ancelotti era o nome mais querido dentro da CBF para assumir a Seleção Brasileira no próximo ciclo de Copa do Mundo. No entanto, ao que tudo leva a crer, o técnico não deve aceitar o convite da entidade, já que fez questão de deixar claro que espera cumprir o contrato com o Real Madrid. 

Em paralelo às negociações, um amistoso entre as seleções brasileira e espanhola foi marcado para o início do ano que vem. A partida terá o objetivo de conscientizar sobre o racismo, em especial pelo que aconteceu com Vinícius Júnior na Espanha. 

A confirmação aconteceu na tarde desta terça-feira. O presidente da Federação de Futebol da Espanha, Luis Rubiales, e o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, se reuniram para o anúncio oficial. O duelo acontecerá no Santiago Bernabéu, em Madri. 

Ancelotti ainda pode assumir a Seleção?

Durante o evento, Ednaldo Rodrigues rasgou elogios a Carlo Ancelotti. Em sua fala, ele destacou a postura do atual técnico do Real Madrid diante dos casos de racismo contra o atacante brasileiro Vinícius Júnior. 

É importante lembrar, por exemplo, que, após a partida contra o Valencia, pela 35ª rodada do torneio, quando torcedores da equipe adversária praticaram atos racistas contra Vini Jr, Ancelotti foi firme em sua declaração e cobrou uma atitude das autoridades.

Ednaldo Rodrigues afirmou que, após o posicionamento de Ancelotti, a admiração pelo treinador italiano “só aumentou”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Todos aqueles que se posicionaram de uma forma firme com relação ao combate ao racismo, principalmente naquele episódio do Vinicius Jr, nós, todos os brasileiros, batemos palmas. No caso especial do Ancelotti, ele só aumentou a admiração que todos nós brasileiros temos pelo seu trabalho e pela sua conduta”, disse o presidente da CBF.

Comentários estão fechados.