Confirmado: Daniel Alves traiu sua esposa

O lateral-direito Daniel Alves está preso na Espanha desde janeiro de 2023 sendo acusado agredir sexualmente uma mulher dentro de uma boate de Barcelona em dezembro de 2022. Aos 40 anos, Daniel teve traição confirmada nessa quarta-feira (7), quando o DNA do jogador foi encontrado no corpo da moça que o acusa de a ter agredido sexualmente.

“É um DNA compatível com o do agressor”, disse um dos peritos envolvidos no caso, durante julgamento do caso. Em terceiro dia de julgamento, a sentença do lateral deve demorar ainda alguns dias para sair, mas dificilmente Daniel Alves terá sucesso na defesa.

Com psicólogas presentes no julgamento, Daniel ouviu nesta quarta as afirmações dos traumas sofridos pela jovem. “Um dos indicadores da condição de vítima é sentir culpa por algo que de fora está claro”, disse a perita. “Porque não está tomando a medicação, isso não significa que ela não tenha uma síndrome pós-traumática. Muitos não querem tomar para não estarem sob efeito de remédios.”, complementou.

A psicóloga forense indica, passados diferentes testes, “uma série de sintomas que se desencadeiam e podem ser vistas na entrevista de que ela tinha uma situação pós-traumática”. A defesa de Daniel, no entanto, aponta que pela jovem não tem lesões na região vaginal a relação poderia ter sido consensual. ]

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Um dos médicos, sobre a falta de lesão vaginal: “Estamos também acostumados a ver casos de violência em que não há lesões físicas. Nesse caso, não encontramos nenhuma lesão, mas não podemos dizer que não tenha nenhuma agressão”, refutando o argumento dos advogados de Alves.

Comentários estão fechados.